Pt | Eng

Notícias

HP compra a Eucalyptus

Publicado dia 15 de Setembro, 2014


O CEO da empresa adquirida, Marten Mickos, vai liderar a operação HP Helion de serviços e software na cloud. Os termos da aquisição não foram divulgados.

A Hewlett-Packard estabeleceu um acordo com a Eucalyptos, para comprar esta empresa, fornecedora da plataforma de cloud computing com o mesmo nome. Intensifica, assim, o seu investimento numa área em crescimento.

AO CEO da organização adquirida vai passar a administrar o negócio de cloud computing Helion, da HP, reportando directamente a Meg Whitman, chairman, presidente e CEO deste fabricante. Mickos terá de gerir e desenvolver o portefólio de cloud do fabricante, um conjunto de produtos de software para gerir serviços serviços internos e externos baseados na plataforma OpenStack. Será vice-presidente sénior e director-geral da HP Cloud.

Os termos da aquisição, incluindo quanto a HP vai pagar, não foram divulgados. O fabricante espera concluir a aquisição até o final de Outubro.

Antes de fundar a Eucalyptus, Mickos fez a sua carreira como CEO da MySQL, e ajudou a desenvolver a base de dados de código aberto mais utilizada no mundo. É um defensor da utilização de software de código aberto nas empresas.

O actual director do negócio de cloud computing da HP, Martin Fink, manterá outros cargos nesta empresa, os de CTO e director da HP Labs. Vai liderar também os projectos de virtualização de redes da organização.

A Eucalyptus disponibiliza implantações em open-source de muitas das API utilizadas pela Amazon Web Services, e aquelas podem servir para organizações construírem as suas próprias clouds privadas

Em Maio, Whitman anunciou que o fabricante iria investir mil milhões de dólares nos esforços para desenvolver o negócio de cloud computing da HP. Simplificou e concentrou os seus serviços e software em cloud computing sob a marca Helion e lançou o projecto de estabelecer uma federação de prestadores de serviços que deverão usar o Helion, nas suas operações.

A Eucalyptus oferece uma implantação em open-source de muitas das API utilizadas pela Amazon Web Services. O software poderá fornecer uma forma de as organizações construírem as suas próprias clouds privadas, à imagem das AWS, e movimentar volumes de trabalho, entre os seus centros de dados internos e estes serviços.


Comentários

Deixe o seu comentário